Saque do PIS ( Veja Calendário 2020, Direito, Valores e Saques )

Anualmente o Governo libera o benefício do abono salarial para todos os trabalhadores que se enquadram nos requisitos estabelecidos pelos órgãos responsáveis. No entanto, não é nada incomum que todos os anos surja uma série de dúvidas muito variadas a respeito o saque do PIS.

O fato é que não é nada incomum ter essas dúvidas, afinal, são diversos pré-requisitos e detalhes que precisam ser cumpridos adequadamente para que se possa ter acesso a ele.

Pensando nisso é que hoje vamos falar um pouco mais sobre o saque do PIS, como fazer, os documentos necessários para isso, quem tem direito a ele e outros detalhes que são fundamentais para quem quer desfrutar desse benefício, acompanhe.

Entendendo um pouco mais sobre o PIS

O que é o PIS

Antes mesmo de falarmos diretamente sobre o saque do PIS, é essencial entender que o PIS (Programa de Integração Social) é um fundo formado por arrecadações feitas pelas empresas em nome dos funcionários.

A formação desse fundo serve para o custeio de uma grande variedade de benefícios, incluindo o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o auxílio desemprego e também o abono salarial.

Para quem não sabe, o abono salarial é um benefício que é pago anualmente a todos os funcionários que se enquadram em certos requisitos, tais como:

  • Ter 5 anos mínimos de inscrição do PIS ou PASEP
  • Ter trabalhado ao menos 30 dias no ano base de cálculo
  • Não ter uma média de salário mensal superior a 2 salários mínimos
  • Estar com as informações atualizadas na Relação Anual de Informações Sociais, a RAIS, que é feita pelas empresas

No entanto, para a maioria dos trabalhadores, o abono salarial é o benefício mais comum, visto que é ofertado anualmente. Por isso é que ele ficou popularmente conhecido apenas como PIS.

Por isso é que não é nada incomum ver pessoas perguntando “como fazer o saque do PIS”, quando na verdade estão falando do saque do abono salarial. O fato é que, embora seja algo tecnicamente errado, a expressão já caiu no uso popular e é por isso que estamos tratando ela dessa forma aqui.

Dito isso, vamos entender um pouco melhor como proceder para poder fazer o saque do PIS.

Documentos necessários para fazer o saque do PIS

A responsável pelos pagamentos do abono salarial do PIS é a Caixa, sendo ela também a responsável pelo pagamento de outros benefícios sociais através do Cartão Cidadão, como é o caso do Bolsa Família.

Para conseguir o seu Cartão Cidadão você pode entrar em contato diretamente com a Caixa indo até uma das suas agências ou também entrando em contato através do número da central de atendimento, que é o 0800 726 02 07.

Mesmo assim, aqueles trabalhadores que não possuem o Cartão Cidadão fiquem sabendo que ainda é possível fazer o seu saque do PIS nas agências, apenas apresentando um documento oficial com foto.

É possível fazer o saque do PIS sem o Cartão Cidadão?

Sim, a primeira coisa que você precisa saber é que é completamente possível fazer o seu saque do PIS abono salarial sem que você tenha o Cartão Cidadão. Para isso, como já foi explicado, basta apresentar um documento oficial com foto para poder receber o valor.

Dentre os documentos que são aceitos, além do Cartão Cidadão, podemos citar os seguintes:

  • Carteira de Identidade
  • Carteira Nacional de Habilitação no modelo novo
  • Carteira funcional reconhecida por Decreto
  • Identidade militar
  • Carteira de Identidade de estrangeiros
  • Passaporte emitido no Brasil ou no exterior
  • CTPS no modelo Informatizado

O mais importante é ressaltar que os trabalhadores inscritos no PIS (empregados do setor privado) que possuem o Cartão Cidadão podem fazer o saque do PIS diretamente em um caixa de autoatendimento da Caixa, bem como em uma casa Lotérica.

Já os trabalhadores que não possuem esse cartão, precisam ir até uma agência para atendimento presencial, sempre levando consigo algum desses documentos explicados acima.

Outra informação importante é que para os correntistas da Caixa, o benefício do abono salarial é depositado automaticamente na conta, desde que haja movimentações no valor acima de R$ 1,00.

Quanto é o saque do PIS?

Todos os anos o saque do PIS é oferecido proporcionalmente ao que foi trabalhado no ano anterior, que é o ano base de cálculo. No entanto, o que você precisa saber é que o valor máximo pago é o de um salário mínimo.

Assim, quem esteve empregado por apenas 30 dias no ano base, receberá apenas 1/12 de um salário mínimo. Quem trabalhou por 4 meses receberá 4/12 do salário mínimo e quem trabalhou durante os 365 do ano irá receber 12/12 do salário mínimo, que corresponde ao total.

Para que você possa ter uma ideia do valor do seu saque do PIS, basta dividir o valor de um salário mínimo por 12 e depois multiplicar pela quantidade de meses trabalhados.

Vale lembrar ainda que tudo isso é calculado considerando o ano base de cálculo, ou seja, o abono salaria de 2019/2020 tem o ano de 2018 como base, assim como o abono salarial de 2020/2021 terá o ano de 209 como base de cálculo.

Pronto, com essas informações você já sabe um pouco mais sobre o saque do PIS, como fazer, os documentos necessárias e outros detalhes para poder usufruir dos seus benefícios.

Leave a Reply